Departamento de Artes e Design da Universidade de Évora 5 e 6 de Dezembro de 2011

Esta 3ª saída ao Alentejo, sem contar com reuniões, teve como fim a organização de uma palestra sobre (des)igualdade de género aos/às alunos/as de artes visuais e design para os/as enquadrar em termos da problemática de género e os/as  incentivar à participação numa actividade promovida pelo BIIG e Faculdade sobre artes e género.

A sessão correu bem, a sala esteve cheia e estiveram presentes algumas professoras como a Sandra Leandro e, surpresa minha, a Vanda Gorjão, filha da Helena Neves.

Nestes dois dias, sem querer, fui-me lembrando dos meus tempos de faculdade e comparando a juventude que ali estava com a minha de há mais de 10 anos atrás.

A Prof.ª Sandra Leandro avisou-nos logo que era provável que os/as estudantes de Multimédia não viessem à sessão porque tinham revelado pouco interesse por estas temáticas; ainda assim a sessão correu bastante bem.


Fiquei um pouco desapontada com a falta de interesse na carrinha, na qual só se aproximaram algumas alunas que estiveram na sessão connosco. Em dia e meio tivemos, quanto muito, quinze visitantes. Mesmo colocando vídeos com o som um pouco mais alto para chamar a atenção ou interpelando os/as estudantes sobre alguns dos nossos recursos, o desinteresse era muito grande. Um chegou mesmo a dizer-me que não gostava de ler. Fiquei espantada com a coragem deste jovem universitário. Perguntei-lhe então qual era o seu curso. Respondeu-me arquitectura. Fiquei ainda mais estupefacta. Se fosse de um curso de ciências, informática, até compreendia, mas logo arquitectura, que é para mim um dos cursos mais completos e complexos que existem… Não compreendo como um futuro arquitecto pode ser assim. Aí tentei recordar-me de como era “no meu tempo” e lembrei-me que já na minha altura também ficava irritada com a inacção e falta de interesse de muitos/as.

Esta ida a Évora terminou com uma reunião no IPDJ com representantes dos 3 IPDJ’s do Alentejo e a coordenadora do Programa Escolhas de Estremoz que nos despertou a atenção pela dedicação e interesse pelo seu trabalho. Ficámos aliás de ir a Estremoz no Verão (como sugeriu) para uma formação intensiva aos/às jovens, boa!

Escrito por J.