Kit Bibliográfico

Listagem do Kit Bibliográfico do Projecto BIG~EI – Bibliotecas pela Igualdade de Género ~ Escola da Igualdade




AMINISTIA INTERNACIONAL, secção portuguesa (org.) (1996), Declaração Universal dos Direitos Humanos: 30 artistas portugueses, Lisboa, Amnistia Internacional.


AMINISTIA INTERNACIONAL (2011), Informe 2011 Amnistía Internacional. El estado de los derechos humanos en el mundo, Londres, Amnesty International.


ANIMAR (s.d.), Igualdade é desenvolvimento, Vialonga, ANIMAR.


BAPTISTA, Virgínia do Rosário (1999), As mulheres no mercado de trabalho em Portugal: representações e quotidianos (1890-1940), Lisboa, CIDM.


BARRENO, Maria Isabel, HORTA, Maria Teresa, COSTA, Maria velho da (1972/2010), Novas cartas portuguesas: edição anotada, Alfragide, Dom Quixote.


BRITO, Alice, et al. (2007), Por uma vida de escolhas, Lisboa, Movimento Cidadania e Responsabilidade pelo Sim.


CARVALHO, Maria José, CRUZ, Isabel (2007), Mulheres e Desporto. Declarações e recomendações internacionais, Lisboa, Associação Portuguesa Mulheres e Desporto.


BARATA, Fátima, et al. (2000/2001), Pela igualdade de oportunidades entre rapazes e raparigas em contexto de ensino/aprendizagem. Breve compilação de informação e apoio, Lisboa, UMAR (2 vol.).


BENTO, Almerinda, et al. (eds.) (1999), Aborto, decisão da mulher. Contributo para a história do movimento pelo aborto e contracepção em Portugal, 2ª ed., Lisboa, UMAR.


CARVALHO, Cristina Maria Ramos Carvalheiro Sá, BOLÉO, Maria Luísa Trincão Paiva (2006), Cooperação família-escola: um estudo de situações de famílias imigrantes na sua relação com a escola, Lisboa, ACIME


COMISSÃO PARA A CIDADANIA E IGUALDADE DE GÉNERO (2011), Igualdade de género em Portugal 2010, Lisboa, CIG.


COMISSÃO PARA A IGUALDADE E PARA OS DIREITOS DAS MULHERES (2000), Situação das mulheres 1999, 15ª ed., Lisboa, CIDM.


COMISSÃO PARA A IGUALDADE NO TRABALHO E NO EMPREGO (2009), Relatório sobre o progresso da igualdade de oportunidades entre mulheres e homens no trabalho, no emprego e na formação profissional 2006-2008, Lisboa, CITE.


COMISSÃO PARA A IGUALDADE NO TRABALHO E NO EMPREGO (2010), Pareceres da CITE no ano de 2007, Lisboa, CITE,
ESTEVES, João (2008), Mulheres e Republicanismo (1908-1928), Lisboa, CIG.


FERREIRA, Virgínia (org.) (2010), A igualdade de mulheres e homens no trabalho e no emprego em Portugal: políticas e circunstâncias, Lisboa, CITE.


GUERREIRO, Maria das Dores, ABRANTES, Pedro (2004), Transições incertas: os jovens perante o trabalho e a família, Lisboa, CITE.


GUIMARÃES, Elina (1930/2002), Movimento feminista: edição fac-similada no âmbito da Exposição Mulheres do Século XX. 101 livros, Lisboa, CML.


INSTITUTO NACIONAL PARA A REABILITAÇÃO, IP (2010), Estudo sobre o impacto da discriminação com base na deficiência nas mulheres, Lisboa, INR-I.P.


INSTITUTO NACIONAL PARA A REABILITAÇÃO, IP (ed.) (2010), Convenção sobre os direitos das pessoas com deficiência e protocolo opcional, 2ª ed., Lisboa, INR-I.P.


LOUSADA, Isabel (2010), Adelaide Cabete (1867-1935), Lisboa, CIG.


MAGALHÃES, Maria José (1998), Movimento Feminista e Educação, Portugal décadas de 70 e 80, Oeiras, Celta.


MARQUES, Carmo et al. (2003), Um olhar sobre os feminismos: pensar a democracia no mundo da vida, Porto, UMAR.


MIRANDA, Joana (2009), Mulheres imigrantes sem Portugal: memórias, dificuldades de integração e projectos de vida, Lisboa, ACIDI.


NUNES, Maria Teresa Alvarez (2009), O feminino e o masculino nos materiais pedagógicos. (In)visibilidades e (des)equilíbrios, Lisboa, CIG.


ORTIZ, Paula, GUERREIRO, Christine (coord.) (1999), Entrelaços : histórias de mulheres, 2ª ed., Lisboa, UMAR.


PAIVA, Catarina (2009), Catálogo Histórico do Centro de Documentação e Arquivo Feminista Elina Guimarães, Lisboa, UMAR.


ROSÁRIO, Edite, SANTOS, Tiago, LIMA, Sílvia (2011), Discursos do racismo em Portugal: essencialismo e inferiorização nas trocas coloquiais sobre categorias minoritárias, Lisboa, ACIDI.


SANTANA, Vera (2009), Género nos sindicatos. Igualdades, desigualdades e diferenças, Lisboa, MTSS/DGERT.


SECRETARIADO DA CONVENÇÃO SOBRE OS DIREITOS DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA (ed. portuguesa) (2010), Deficiências: Manuel para parlamentares, Lisboa, INR-I.P.


SILVA, Regina Tavares da (1992), Feminismo em Portugal na voz de mulheres escritoras do início do séc. XX, Lisboa, CIDM.
TORRES, Anália Cardoso (coord.) (2004), Homens e Mulheres entre Família e Trabalho, Lisboa, CITE.


VIEIRA, Cristina Maria Coimbra (2007), Educação familiar, estratégias para a promoção da igualdade de género, Lisboa, CIG.


VIEIRA, Guida (2010), Memórias de uma missão cumprida, Lisboa, UMAR.


WALL, Karin, ABOIM, Sofia, CUNHA, Vanessa (2010), A vida familiar no masculino. Negociando velhas e novas masculinidades. Lisboa, CITE.

 

Contactos

Contactos:

Address: Rua da Cozinha Económica,
      Empreendimento Alcântara Rio,
      Bloco D, 30M e 30N
      1300-149 Lisboa Portugal

Phone: 218873005

Mobile: 969666879

http://big.cdocfeminista.org


Projecto big ~ Ei:
Salomé Coelho | Cristina Pires | Irene Rodrigues
This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.


Projecto BIIG:
Magda Alves | Joana Sales | Manuela Gois
This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.


 

Próximos Cursos

Para 2012 estão previstos os Cursos Livres com as seguintes temáticas:

    - Prevenção da violência de género;

    - Corpos e sexualidades;

    - Trabalho, discriminações e assédio sexual.

 

Objectivos

1. Desconstruir estereótipos de género e valorizar atitudes e práticas inseridas numa perspectiva de novas masculinidades que contribuam para a igualdade efectiva entre rapazes e raparigas.

2. Envolver escolas, autarquias e outros agentes sociais na promoção de práticas de cultura e cidadania orientadas pela e  para a Igualdade de Género.

3. Dinamizar a intervenção sócio-artística e cultural dos/as jovens nas escolas e no espaço comunitário como co-construtores de uma Escola da Igualdade sem paredes, mas com práticas comuns emancipatórias e cidadãs.

4. Contribuir para um envolvimento activo das/dos jovens na recusa das múltiplas discriminações e situações de violência e exclusão.

5. Desenvolver formas de cidadania inclusivas, assim como uma linguagem inclusiva.

 

O que fazemos

1. Dinamizar de actividades artísticas com produção de materiais sócio-artísticos com os/as jovens, em contexto de escolas, de bibliotecas municipais e de comunidade local, que possam vir a ser aplicados junto de outros.

2. Organização de cursos livres orientados para docentes, autarcas e agentes de intervenção social dentro dos seguintes temas:

3. Entrega de Kits bibliográficos a bibliotecas escolares e municipais cujas escolas ou municípios tenham protocolo de parceria com o projecto “BIG/Escola da Igualdade”.

4. Dinamização de Olimpíadas da Igualdade de Género

5. Criação de um jogo virtual de desconstrução de estereótipos de género a ser utilizado nas bibliotecas.

 

More Articles...

.::Destaque::.

destaque2
cartaz_01.jpg

Newsletter

Free business joomla templates