facebook1

Newsletter

Notícias e Comunicados

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

No sábado dia 12 de dezembro pelas 20h no restaurante Solar dos Bicos (ao lado da Casa dos Bicos) em Lisboa, vai realizar-se um jantar de abertura da comemoração dos 40 anos da UMAR.O preço por pessoa é de 15 euros (preço ...

nao assedio
Apresentação do livro "Marquesa de Alorna. Querida Leonor" no CCIF/UMAR
Alorna 1

No dia 1 de Fevereiro às 18h00 terá lugar no Centro de Cultura e Intervenção Feminista(CCIF/UMAR) a apresentação do livro juvenil "Marquesa de Alorna. Querida Leonor" da historiadora e feminista Luísa Paiva Boléo sobre a grande figura de Marquesa de Alorna.

Com ilustrações de André Carrilho este livro foi publicado em 2017 pela editora Pato Lógico em parceria com a Imprensa Nacional Casa da Moeda.

A apresentação estará a cargo do escritor e historiador Alexandre Honrado, com a presença da autora.

Sobre o livro: Aristocrata e poetisa, Leonor de Almeida Portugal nasceu em 1750, viveu a adolescência reclusa num convento, por causa do escândalo envolvendo os Távoras, e só mais tarde, já adulta, se tornou numa influente patrona das artes. Segundo a autora, "esta jovem mulher tem sede de liberdade e depois de alguns meses de descanso e encontros com parentes e amigas, percebe que o país não está preparado para a sua abertura de espírito e rebeldia".
 
SOLIDARIEDADE DA UMAR COM AS TRABALHADORAS DA TRIUMPH

"Estamos aqui há anos, para nós não sobra nada! Demos a vida por esta empresa"

Foto Pedro Nunes - Lusa 1

Estas foram palavras doridas saídas com emoção da boca de trabalhadoras da Triumph.

Uma fábrica com 57 anos, com 463 trabalhadoras especializadas em lingerie a qual percorre o mundo com vendas garantidas.

No início de 2017 a empresa foi adquirida pela TGI-Gramax que prometeu novos investimentos, na presença do ministro da Economia numa visita à fábrica.

Mas a distância entre as palavras e os actos está bem patente no processo de insolvência da fábrica que está a ser realizado.
Ler mais »»
 
Maria de Lourdes Pintasilgo - 1930-2004
Lurdes-640x360

"Engenheira de utopias", assim lhe chamou Natália Correia, elogiando a sua enorme capacidade de pensar, reflectir com outras pessoas e de construir ideias que rasgassem novos horizontes na forma de fazer política e na intervenção cidadã.

Ousou pisar o terreno masculino da política de uma forma diferente.

Por um lado, como primeira-ministra, em 100 dias de governo, mostrando pelo seu dinamismo que a escassez dos dias podia ser vencida pela inteligência e criatividade.

Por outro, candidatando-se ao cargo de Presidente da República num momento difícil, devido à conjuntura política, gerando um grande apoio entre as mulheres.
Ler mais »»
 
Tertúlia - Múltiplas Discriminações
multiplas descriminacoes 1
 
Palestra/conversa sobre a Ciência das Mulheres
conversa cienciaNa próxima sexta-feira, dia 12 de Janeiro, pelas 18h00, o Centro de Cultura e Intervenção Feminista/UMAR irá acolher, em parceria com a Universidade Feminista e o Comité de Mulheres da Plataforma de Solidariedade com os povos do Curdistão, uma palestra/conversa sobre a Ciência das Mulheres, a Jineolojî, assim como sobre a primeira aldeia de mulheres livres do Médio Oriente, a Jinwar.

Esta palestra será dinamizada por uma activista curda, Yasemin Andan, e será em língua inglesa (tentaremos ter tradução simultânea).
 
Violação - Crime Público?
violacaocrimepublico
 
Felizes Celebrações Rebeldes e Feministas
Festa Feminista
 
Agenda Feminista UMAR 2018
agenda feminista 2018 1
 
HOMENAGEM "UMA ÁRVORE ERGUIDA POR CADA MULHER CAÍDA" EM S. PEDRO DO SUL | 10 DE DEZEMBRO
2017 Dez HOMENAGEM MULHERES cartaz1No próximo domingo, dia 10 de dezembro, pelas 16h30, na Ecopista, o Município em parceria com a UMAR (União das Mulheres Alternativa e Resposta) vai descerrar uma placa de homenagem às mulheres assassinadas por violência doméstica em 2017, no âmbito da iniciativa "Uma árvore erguida por cada mulher caída".

Após a plantação simbólica realizada no dia 29 de novembro, na Praça da Liberdade, no Porto, as 18 árvores erguidas em nome das 18 mulheres vítimas de violência de género, foram transportadas para S. Pedro do Sul e plantadas na Ecopista, junto à Ponte do Pego.

O Município convida a população a participar nesta iniciativa e congratula-se por estabelecer esta parceria com a UMAR, que homenageia as 18 mulheres assassinadas este ano em Portugal, uma realidade que todos os dias deve ser lembrada, alertando toda a comunidade para a defesa dos Direitos Humanos das mulheres e raparigas como sendo universais e intransmissíveis.
 
Lançamento do Livro - Prevenir a violência construir a igualdade
lancamento 1
Ler mais »»
 
Direitos Humanos - Planenamento com igualdade - Homenagem da UMAR
Banner-UMAR 31

Ler mais »»
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 4 de 16