I Encontro de Mulheres na Lusofonia, 18-19 de Março, Vilar de Santos, Galiza
encontro mulheres lusofonia 1A UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta é uma das entidades parceiras do I Encontro de Mulheres na Lusofonia a decorrer no próximo fim de semana de 18 e 19 de Março na Galiza, em Vilar de Santos (próximo de Montalegre) no Museu da Límia.
Este evento é uma iniciativa da Academia Galega da Língua Portuguesa (AGLP) e da Associação Cultural Pró-Academia Galega da Língua Portuguesa (Pró-AGLP).

O encontro convida mulheres que no activismo associativo, cívico, académico ou criativo, têm desenvolvido actividades nos âmbitos territoriais da lusofonia, promovendo valores e boas-práticas democráticas, pós-coloniais, feministas, anti-racistas e/ou ambientalistas.

A UMAR apresentará 2 comunicações, uma delas sobre o seu projecto Memória e Feminismos, financiado pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, que desde 2013 recolhe histórias de vida de várias mulheres pelo país, e que já vai na sua 5.ª edição!

PROGRAMA do I Encontro de Mulheres na Lusofonia:

18 de MARÇO (Sábado):
9:30 Apresentação do encontro.

PAINEL 1.
10:00-10:40 Maria José Castelo, "Tecedoras de redes além fronteiras: A mulher no mundo depois do petróleo".
10:45-11:25 Teresa Moure, "Lá vem o ecofeminismo: entre a tradição e a transformação".
11:30: 12:15 Debate.

PAINEL 2.
16:00-16:40 Joana Sales, "Eu, caçadora de mim: sinestesias de uma identidade mestiça".
16:45-17:25 Helena Gonçalo Ferreira, "As mulheres e os grandes desafios pós-coloniais"
17:30-18:10 Lúcia Furtado, "Os eternos Imigrantes: Nascer em Portugal e não ser considerada portuguesa".
18:15-19:00 Debate.

22:00 Concerto de "O filo da Ferreña" (música tradicional galega feminina) Arca da Noe.

19 de MARÇO (Domingo):
PAINEL 3.
10:00-10:30 Assinatura de protocolos entre a Pró e as associações participantes, UMAR e Femafro.
10:30-11:10 Teresa Sales, "Projeto Memória e Feminismos em Portugal".
11:15-11:55 Luzia Oca, "Batukadeiras de Burela. Empoderamento através das práticas culturais feminizadas". (comunidade cabo-verdiana da Galiza).
12:00-12:30 Debate.
12:30-13:00 Conclusões e encerramento.