DE LUTO E EM LUTA PELAS MULHERES ASSASSINADAS
Mais de meio milhar de mulheres assassinadas desde 2004.

Apesar da luta que muitas associações desenvolvem quotidianamente contra esta tragédia, apesar de todas as medidas governamentais e campanhas para lutar contra a violência de género, as mulheres continuam a ser assassinadas às mãos de maridos, companheiros, ex-companheiros, namorados e outros perpetradores.
Isto exige de todos e de todas nós uma maior firmeza no combate à violência contra as mulheres, porque esta está entranhada numa sociedade com raízes patriarcais, onde as atitudes machistas e sexistas se manifestam nas mais pequenas coisas às quais nem sempre damos importância.

A prevenção da violência nas escolas está assumida como algo essencial à qual se tem que dar uma maior importância.

Sobretudo é preciso que a prevenção e proteção sejam feitas também ao nível de um maior rigor na avaliação do risco das mulheres, quando denunciam ou pedem ajuda, ou ainda, quando existam sinais de violência.

A violência doméstica é um crime público. Todos e todas nós temos a obrigação de alertar e encaminhar as mulheres para serviços especializados.

Falar de violência contra as mulheres é falar de violência e assédio sexual, de violações cometidas dentro e fora de casa.

É responsabilidade da sociedade e dever do Estado acabar com os femicídios.

Não queremos uma atuação judicial sexista e misógina que desculpabiliza agressores.

Há mais de três décadas que a UMAR luta contra a violência sobre as mulheres na rua, no debate público e na intervenção direta. Neste 25 de novembro, dia internacional para a eliminação de todas as formas de violência contra as mulheres, estamos na rua em diversos locais do país.

Estar na rua é nomear e homenagear as mulheres assassinadas.

Estar na rua é lutar ao lado daquelas mulheres que, tendo voz, não têm ainda condições para a levantar. Múltiplas discriminações pesam nos seus quotidianos: de classe social, étnico-raciais, de deficiência, de migração, de diferentes orientações e identidades sexuais.

Estar na rua, significa que queremos unir os gritos de revolta de muitas mulheres.

Em Braga, Coimbra, Funchal, Lisboa, Porto e Viseu a UMAR está com outras associações em ações, vigílias ou Marchas contra a Violência para sensibilizar a sociedade, alertar todas as entidades oficiais para que esta é uma batalha conjunta. Esta luta não pode ter tréguas e exige uma maior adequação das medidas às situações concretas de violência.

A UMAR solidariza-se com todas as mulheres que, em outras partes do mundo, lutam também contra a violência sobre as mulheres em contexto de relações de intimidade, familiares, no trabalho, no espaço público, em contexto de guerra e ou de ocupação de territórios.

NÃO À VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES!
UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta

(Texto aprovado na Assembleia Geral da UMAR a 17/11/2019)
www.umarfeminismos.org

Contactos das respostas da UMAR na área da violência
CAM – Centro Atendimento Mulher – Almada; Tel:212942198; Fax: 212942298
EIR – Centro de Atendimento a Mulheres Vítimas de Violência Sexual – Porto; Tel: 220933787
Tlm: 914736078; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
Gabinete de Atendimento a Vítimas de Violência de Género do DIAP – Almada; Tel: 212721500
Ext: 781732; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
Gabinete de Atendimento a Vítimas de Violência de Género do DIAP – Coimbra; Tel:+351920179950; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
P'RA TI – Centro de Atendimento a Mulheres Vítimas de Violência – Porto; Tel: 222025048
Tlm: 910504600; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

Contactos dos Núcleos da UMAR
UMAR – Sede Nacional; Tel: 218873005; Fax: 218884086; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
UMAR – Braga; Tel: 253775671; Tlm: 910495509; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
UMAR – Coimbra; Tel: 239820140; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
UMAR – Madeira Funchal; Tel: 291605941; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
UMAR – Porto; Tel: 220 938 046; Tlm: 962 912 618; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
UMAR – Viseu; Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
UMAR Açores: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar