facebook1

Newsletter

Notícias e Comunicados

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

No sábado dia 12 de dezembro pelas 20h no restaurante Solar dos Bicos (ao lado da Casa dos Bicos) em Lisboa, vai realizar-se um jantar de abertura da comemoração dos 40 anos da UMAR.O preço por pessoa é de 15 euros (preço ...

nao assedio
QUI, 18 OUT, 18h00 no CCIF/UMAR // Feminismos e Tráfico de Seres Humanos
Feminismos e TSH 18102018

A 18 de Outubro, Dia Europeu de Combate ao Tráfico de Seres Humanos, a UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta assinalará esta data com uma sessão dinâmica e de reflexão feminista sobre a problemática do Tráfico de Seres Humanos.

A UMAR é uma associação que há mais de uma década trabalha sobre este fenómeno tendo desenvolvido projectos específicos na área e pertencendo, nomeadamente, à Plataforma da Sociedade Civil contra o Tráfico de Seres Humanos da Comissão Europeia.

O local será o Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa, Alcântara pelas 18h00. Entrada livre.

 
SÁB, 13 OUT às 17h00 no CCIF/UMAR // Memória Histórica e Mulheres. Dos Silêncios e as Silenciadas
Susana Arins 1

A convidada desta sessão no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) é a professora e poeta galega Susana Sanchéz Arins, membro da plataforma de crítica literária A Sega e que falará sobre os silenciamentos das mulheres na história.

A moderação estará a cargo de Maria Dovigo, vice-presidente da Associação Pró-Academia Galega da Língua Portuguesa e membro da direcção da UMAR.
Ler mais »»
 
“Observatório Crianças e Direito(s)”
A AMCV- Associação de Mulheres Contra a Violência, Dignidade - Associação para os Direitos das Mulheres e das Crianças, APC - Associação Projecto Criar e a UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta, convidam para a participação no evento que organizam no próximo dia 16 Outubro de 2018, entre as 10:00 H e as 18:30 H, no Auditório do Fórum Picoas, na Av. Fontes Pereira de Melo, 38C, em Lisboa.

Neste evento discutir-se-ão questões relativas às Responsabilidades Parentais em situações de violência doméstica ou abuso sexual, bem como será lançado o "Observatório Crianças e Direito(s)" um contributo para a monitorização dos direitos das crianças envolvidas em processos judiciais de natureza Cível e/ou Penal.

A inscrição é gratuita e deverá ser efetuada em:

https://www.eventbrite.com/e/registo-observatorio-criancas-e-direitos-49983284349

pdfPrograma »»
 
A história que persiste. Crónica de uma viagem pela (história da) Croácia
Grupo da UMAR na Croácia

Crónica de Leonor Rosas, estudante de Ciência Política e Relações Internacionais na FCSH-UNL e uma das/os 60 jovens participantes no Campo Internacional de Verão decorrido na Croácia de 18 a 31 de Agosto 2018, do projecto educativo "Venues of Victims // Venues of Perpetrators. Mapping, decoding & processing the role of historical - civic education in (European) Youth Work" coordenado pela fundação alemã Europäische Jugendbildungs- und Jugendbegegnungsstätte Weimar - EJBW em parceria com a associação croata Documenta e no qual a UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta é entidade parceira.
Ler mais »»
 
Relatório do 1.º semestre de 2018 do CCIF/UMAR
Capa do Relatório CCIF 2018 1Pode-se afirmar que neste 1º semestre de 1 de Janeiro a 30 de Junho 2018, o Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em termos globais atingiu directamente mais de 1200 pessoas em diferentes áreas: programação cultural, reuniões, visitas de estudo, atendimentos, actividades extra-programa e sessões em escolas. Criámos parcerias diversas e oferecemos ao público sessões em diferentes áreas reunindo públicos de várias gerações, geografias, trajectos profissionais, académicos, cívicos e/ou activistas sobre os lemas dos feminismos e da igualdade. CCIF/UMAR, uma oferta plural feminista.
 
Ciclo de Workshops “O Olhar Feminino: uma nova linguagem cinematográfica” em Outubro no CCIF/UMAR
42182335 10156260845959760 7983840154492076032 n

O próximo mês será marcado pelo ciclo de 4 workshops nos dias 9, 12, 16 e 19 de Outubro, entre as 19h e as 21h, a realizar em Lisboa/Alcântara no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) "O Olhar Feminino: Uma Nova Linguagem Cinematográfica" que examina de forma transversal o conceito de Olhar Feminino no Cinema.

Este conceito centra-se na sua conexão com o ponto de vista cinematográfico e a ideia do Filme como um universo único, com uma linguagem e mensagem próprios. Nele desenvolvem-se os conceitos de Olhar Masculino (Male Gaze), Olhar Oposicionista, Olhar Feminista e o Olhar Feminino (Female Gaze).
Ler mais »»
 
A UMAR REPUDIA decisão do Tribunal da Relação do Porto, apelando ao PROTESTO
A UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta repudia a decisão do Tribunal da Relação do Porto de atribuição de pena suspensa aos dois funcionários, Marco e Paulo, da discoteca "Vice Versa" em Gaia, por violação sexual de uma jovem em estado de inconsciência.

A fundamentação e a decisão deste coletivo de juízes, atentam contra os direitos, liberdades e garantias desta mulher vítima de violação, ao desvalorizarem o crime praticado.

É precisamente esta busca de atenuantes para os perpetradores de violência sexual e o menosprezo de diversos factores, que deveriam ser agravantes, que o Tribunal da Relação do Porto manifesta, através de mais uma decisão judicial escandalosa, o enraizamento do sexismo e da estereotipia de género ainda vigentes nas nossas instituições de Estado.

Consideramos inadmissível que depois de tantas evoluções legislativas e de recomendações nacionais e internacionais, nomeadamente a Convenção de Istambul, que se continue a legitimar a violência contra as mulheres, sendo a violência sexual e a violação em particular, uma das formas mais hediondas de violência de género, sendo também das mais ocultas e desvalorizadas socialmente.
Ler mais »»
 
SEX, 21 SET às 17h no CCIF/UMAR // Género e Memória Política. Uma Experiência na Croácia
croacia1

Na próxima sexta-feira, 21 de Setembro às 17h00 teremos no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa (Alcântara) a sessão "Género e Memória Política. Uma Experiência na Croácia".

Esta sessão debruçar-se-á sobre a parceria e participação da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta no Campo Internacional de Verão, decorrido na Croácia de 18 a 31 de Agosto 2018, do projecto europeu "Venues of Victims. Venues of Perpetrators. Mapping, Decoding & Processing the Role of Historical-Civic Education in (European) Youth Work*", sob coordenação da fundação alemã Europäische Jugendbildungs- und Jugendbegegnungsstätte Weimar – EJBW.

Joana Sales coordenadora da parceria portuguesa da UMAR, Carolina Moreira líder juvenil e as quatro jovens participantes relatarão e analisarão aspectos fulcrais desta experiência à luz da memória histórica contemporânea da Croácia (II Guerra Mundial, Socialismo de Estado, Guerra da Jugoslávia) numa perspectiva feminista e dos Direitos Humanos, e em articulação com os desafios políticos da actualidade.

Ler mais »»
 
Inscrições abertas para Curso de Formação TAV em Santarém| 90 horas
Inscrições abertas para acção de formação certificada TAV - Técnica/o de Apoio à Vítima (90H) da UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta em Santarém. Mais informações para: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

Ler mais »»
 
VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES O CRIME QUE PERSISTE
Segundo o Observatório das Mulheres Assassinadas são 21 as mulheres vítimas de femicídio de janeiro a setembro de 2018. Um crime que persiste e que tem as suas causas numa sociedade patriarcal, machista e capitalista onde o desequilíbrio de poderes entre mulheres e homens leva estes a considerarem como propriedade privada as mulheres com quem vivem ou com quem se relacionam na intimidade.

A direção da UMAR considera que as estruturas do poder político ligadas à Igualdade de Género têm vindo a fazer esforços nesta área. Tal como afirma a secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro "A violência contra as mulheres é um crime que envergonha o país". Temos um quadro legislativo que integra medidas de apoio às mulheres vítimas de violência, tem existido financiamento público para estruturas de apoio, para autonomização de mulheres, têm sido realizadas ações de prevenção, tem sido feita formação para oficiais de justiça, forças de segurança pública, entre outras medidas que têm vindo a ser tomadas nos últimos anos, como campanhas contra a violência doméstica.

Em algumas escolas, tem vindo a ser implementada uma educação pelo respeito por uma cidadania plena das mulheres e promoção de uma cultura de respeito pelos direitos humanos e uma cultura de não violência.
Ler mais »»
 
QUA, 19 SET no CCIF/UMAR // Homenagem da UMAR a Elsa de Noronha
elsa de noronha

Sessão de homenagem à poeta, feminista, associada e amiga de longa data da UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta, Elsa de Noronha. Nascida em Moçambique, Elsa de Noronha dedicou grande parte da sua vida à poesia sem nunca esquecer o activismo e as causas feministas. Elsa e um conjunto de pessoas amigas proporcionarão um momento especial neste fim de tarde. Entrada livre.
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 17