facebook1  instagram-logo1

Newsletter

Notícias e Comunicados

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

No sábado dia 12 de dezembro pelas 20h no restaurante Solar dos Bicos (ao lado da Casa dos Bicos) em Lisboa, vai realizar-se um jantar de abertura da comemoração dos 40 anos da UMAR.O preço por pessoa é de 15 euros (preço ...

nao assedio
MANIFESTO FEMINISTA - LEGISLATIVAS 2022
Aproximam-se as eleições legislativas, um momento importante para que todos os partidos políticos democráticos se comprometam com medidas para uma efetiva Igualdade de Género e de luta contra as várias formas de violência e todo o tipo de discriminações.

Alguns direitos e medidas já se encontram estabelecidas no ordenamento jurídico português, porém não são, muitas vezes, aplicadas na íntegra ou não se refletem nas práticas sociais e institucionais.

Nos últimos anos, vários Planos de Ação pela Igualdade e contra a violência doméstica e de género, assim como a atual Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação (ENIND) 2018-2030 – Portugal + Igual, têm traçado um conjunto de medidas importantes para alcançar a igualdade. Contudo, a sua aplicação ainda carece de uma efetiva lente interseccional que tenha em conta diferentes pertenças das pessoas, no que toca ao género, à raça, à etnia, à classe, à idade, à orientação sexual, à identidade e expressão de género, à diversidade funcional, à origem/nacionalidade, entre outras, e que as coloca em diferentes posições/níveis de privilégio e opressão.

A situação de pandemia prolongada em que temos estado mergulhadas/os, tem trazido consequências penosas para a vida das mulheres, na sua multiplicidade de situações e discriminações. Estas consequências vão prosseguir, sendo, por isso, fundamental que, nas diversas áreas sociais, económicas e culturais se tracem medidas que tenham em consideração esta realidade, assim como as formas de combater as vozes neofascistas e negacionistas que se procuram instalar na sociedade.

pdfVersão Integral »»
 
Observatório de Mulheres Assassinadas - Dados preliminares 2021
Entre 1 janeiro e 15 de novembro de 2021 foram assassinadas 23 mulheres em Portugal. Destas, 13 foram mortas no contexto de femicídios nas relações de intimidade (12 femicídios cometidos por homens e um femicídio cometido por uma mulher), 7 foram assassinatos em contexto familiar, 2 assassinatos na sequência de crimes e ainda um assassinato sem motivo identificado (omisso).

No mesmo período decorreram 50 tentativas de assassinatos de mulheres: 40 tentativas de femicídios e 10 tentativas de assassinato.
As 40 tentativas de femicídio ocorreram em diversos contextos: 36 tentativas de femicídios nas relações de intimidade, 3 tentativas de femicídio na sequência de violência sexual e 1 tentativa de femicídio no contexto de trabalho sexual. Já as tentativas de assassinatos decorreram nos seguintes contextos: 5 em contexto familiar, 3 na sequência de crimes, 1 relacionado com crime de ódio e 1 em outro contexto.

INFOGRAFIA
pdfDados preliminares sobre as Mulheres Assassinadas em Portugal - 1 janeiro a 15 de novembro de 2021 »»
 
Manual de Boas Práticas para Profissionais no Atendimento a Vítimas de Violência Sexual do projecto VIVA da UMAR
Imagem Atendimento


O presente Manual de Boas Práticas para Profissionais no Atendimento a Vítimas de Violência Sexual surge no âmbito do Projecto VIVA - Vê, Informa-te, Vai e Age financiado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), região Norte, tipologia de intervenção 3.16 - Apoio financeiro e técnico a organizações da sociedade civil sem fins lucrativos, gerido pela UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta e decorre da necessidade sentida de trabalhar a prevenção da violência sexual.

Pretende constituir-se como uma referência de boas práticas e é especialmente dirigido a profissionais das várias áreas que podem contactar com vítimas de violência sexual, tanto no atendimento como no apoio.
 
 
MEMÓRIAS DE FUNDADORAS
#45anosUMARfeminismos

Na sequência da publicação de entrevistas feitas às co-fundadoras da UMAR, integradas no ciclo Memórias de Fundadoras, no âmbito da celebração do 45º aniversário da nossa Associação, partilhamos em baixo as entrevistas realizadas a Manuela Tavares, Rosa Custódio e Guida Vieira.

#3 Manuela Tavares entrevistada por Inês Coelho

manuelatavares

Ver aqui: https://youtu.be/2AF0rU4atYA

#4 Rosa Custódio entrevistada por Janica Ndela

rosacustodio

Ver aqui: https://youtu.be/_mM8EVgq7oQ

#5 Guida Vieira entrevistada por Maria Francisca Ferreira

guidavieira

Ver aqui: https://youtu.be/iIr0ooVKnUI
 
Observatório de Mulheres Assassinadas Dados 2020
A União de Mulheres Alternativa e Resposta - UMAR, dando continuidade ao trabalho que desenvolve no âmbito do Observatório de Mulheres Assassinadas - OMA apresenta o relatório final dos dados sobre os assassinatos e femicídios (consumados e tentados) ocorridos em Portugal no período entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2020.

Entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2020 foram 35 mulheres assassinadas, tendo sido 19 vítimas de femicídio em contexto de relações de intimidade e 16 mulheres assassinadas noutros contextos (nomeadamente na sequência de desavenças por questões financeiras, conflitos com vizinhança ou na sequência de assaltos).

No que diz respeito às tentativas, contabilizaram-se em 2020, 57 tentativas assassinato, sendo destas 50 tentativas de femicídios nas relações de intimidade e 7 tentativas de assassinato de mulheres noutros contextos.

pdfRelatorio Final »»

Dados preliminares 2020


Entre 1 de janeiro e 15 de novembro de 2020 foram 16 as mulheres vítimas de femicídio em contexto de relações de intimidade, e 14 as mulheres assassinadas noutros contextos (nomeadamente na sequência de desavenças por questões financeiras, conflitos com vizinhança ou na sequência de assaltos).

No que diz respeito às tentativas, contabilizaram-se, até agora em 2020, 43 tentativas de femicídios nas relações de intimidade e 6 tentativas de assassinato noutros contextos.

pdfInfografia dados preliminares 2020 »»

Femicídios em Portugal durante a pandemia COVID 19

Considerando o período pandémico que vivemos, e o enorme impacto que sabemos ter na vivência das mulheres vítimas de violência doméstica, o Observatório das Mulheres Assassinadas analisou separadamente os femicídios durante o período de confinamento. Assim, no relatório "Femicídios em Portugal durante a pandemia COVID 19", analisaram-se os dados de femicídios, tentativas de femicídios e ameaças de morte publicadas nos media entre os meses de março e maio 2020. Este relatório está disponível em Português e Inglês.

pdfFemicídios em Portugal durante a pandemia COVID-19 »»

pdfFemicide in Portugal during the COVID-19 pandemic »»
 
MEMÓRIAS DE FUNDADORAS #45anosUMARfeminismos
No âmbito da celebração do 45º aniversário da UMAR, fundada em 12 de Setembro de 1976, iniciámos um ciclo de entrevistas intitulado Memórias de Fundadoras da UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta.

analiatorres

A primeira destas entrevistas foi realizada no dia 12 de Setembro a Anália Torres, co-fundadora da UMAR. A entrevista foi conduzida pela actual Presidente da UMAR, Liliana Rodrigues.

https://youtu.be/J9y25Q3of4Y

idalinarodrigues

Dia 16 de Setembro Carolina Moreira, da UMAR Coimbra e membro da Direção entrevistou Idalina Rodrigues, médica, co-fundadora e Vice Presidente da UMAR (2021-2024).

https://youtu.be/eWrk7qnzQkk

As próximas entrevistas serão disponibilizadas brevemente e à medida que se forem realizando.

 
Nota de pesar Prof. Lourdes Bandeira
Prof. Lourdes
Créditos da fotografia: https://bazardotempo.com.br/1590-2/


A UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta, vem a público manifestar o profundo pesar pelo falecimento, no dia 12 de setembro de 2021, da companheira de luta, socióloga e professora, Lourdes Maria Bandeira.

A Professora Lourdes Bandeira, natural do Estado do Rio Grande do Sul, é uma das grandes referências brasileiras na luta pelos direitos das mulheres e pelo combate à violência de género. Durante os seus mais de quarenta anos de docência no Ensino Superior, maioritariamente na UNB – Universidade de Brasília, a professora Lourdes Bandeira desenvolveu e orientou importantes trabalhos sobre a temática, tendo sido a sua contribuição fundamental para a visibilização do fenómeno do femicídio no Brasil. Lourdes Bandeira, que desempenhou funções de Secretária Adjunta da Secretaria de Políticas para Mulheres do Governo Federal entre 2012 e 2015, era também coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas da Mulher e membro do Conselho de Direitos Humanos da Universidade de Brasília. Durante o seu segundo pós-doutoramento, realizado na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, a UMAR teve a honra de poder contar, de forma ainda mais direta, com o trabalho e as reflexões da Professora Lourdes durante o tempo de estada em Portugal, e o seu contributo será para sempre lembrado.

Em memória desta caminhada brilhante, de uma mulher à frente do seu tempo e de imensa coragem, nós continuaremos a luta. Obrigada, querida Lourdes, por ter sido e por continuar a ser uma das nossas inspirações.
Sentidos cumprimentos a todos/as os/as familiares e amigos/as.

Créditos da fotografia: https://bazardotempo.com.br/1590-2/

 
Sessão online Representação e Imagem nas Mulheres +65
Cartaz Idade 2 final

No dia 29 de junho às 18h, realizar-se-á a tertúlia online "Representação e Imagem das Mulheres com mais de 65 anos", o primeiro evento público do novo projeto da UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta 'A Idade e o Género. Até onde vai o Preconceito?', que conta com o apoio financeiro da pequena subvenção da CIG - Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género.

Com o intuito de desvelar e refletir do ponto de vista feminista a problemática do envelhecimento, esta sessão e as próximas, procurarão quebrar algum silenciamento sobre esta questão, denunciando preconceitos idadistas e sexistas que recaem sobre as mulheres mais velhas. Para tal, contaremos com as intervenções das convidadas Ana Maria Pessoa (Professora na ESE de Setúbal), Cristina L. Duarte (investigadora em género e moda) e São José Lapa (atriz e encenadora)

Dados de acesso: Link do Zoom: https://zoom.us/s/99017572930 | ID da reunião: 990 1757 2930 | Senha de acesso: 133073

 
Relatório de Contas 2020
pdfBalancete Razão 30-12-2020

pdfBalancete Razão 31-12-2020

 


 
Órgãos Sociais

ÓRGÃOS SOCIAIS DA UMAR PARA 2021/2024

DIREÇÃO

PresidenteLiliana Graciete Fonseca Rodrigues – Investigadora e Psicóloga (Braga).
Ass. nº 202

Vice-PresidenteMaria José de Sousa Magalhães – Professora (Porto).
Ass. nº 124

Vice-PresidenteMaria Idalina Ribeiro Pinto Mourão Rodrigues – Médica (Lisboa).
Ass. nº 15

SecretáriaJoana Sales de Campos Vieira – Técnica de projetos (Lisboa).
Ass. nº 126

Responsável Financeira – Maria Manuela Paiva Fernandes Tavares – Professora (Almada).
Ass. nº 22

Ler mais »»
 
Comissão de Ética e de Boas Práticas
Guida Maria Vieira Martins Operária de Tapeçaria reformada (Madeira).
Associada nº 38

Mandatária

Ana MargaridaPacheco Teixeira – Técnica Sup. Educação (Porto).
Associada nº 627

Maria da Graça Melo Cabral Marques Pinto – Professora (Viseu).
Associada nº 669

Lia Raquel Costa Mendes - Técnica superior (Braga).
Associada nº 711

Alexandra Rodrigues - Licenciada em Sociologia (Braga).
Associada nº 616

Suplente:

Helena Neves GorjãoProfessora
Associada. nº 369

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 25