facebook1

Newsletter

Notícias e Comunicados

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

No sábado dia 12 de dezembro pelas 20h no restaurante Solar dos Bicos (ao lado da Casa dos Bicos) em Lisboa, vai realizar-se um jantar de abertura da comemoração dos 40 anos da UMAR.O preço por pessoa é de 15 euros (preço ...

nao assedio
A UMAR em Zagreb no lançamento do novo projecto “Strengthening the role of youth work in contesting dynamics of shrinking cities"
shrinking cities 2

Com uma reunião inicial de 25 a 28 de Novembro de 2018, o projecto europeu "Strengthening the role of youth work in contesting dynamics of shrinking cities" (em português, "Fortalecendo o papel do trabalho juvenil na contestação da dinâmica de encolhimento das cidades") foi iniciado com sucesso na Casa dos Direitos Humanos em Zagreb.

Organizações parceiras de quatro países europeus reuniram-se para discutir os desafios ligados ao fenómeno de "encolhimento de cidades" em toda a União Europeia e como lidar com isso através do trabalho com jovens. O projecto visa contribuir para a construção de novas estratégias de inclusão e comprometimento social cívico para as/os jovens que residem nas "cidades encolhidas" da Europa.

O projecto é coordenado pela "Documenta – Centre for Dealing with the Past", uma ONG de Zagreb.
Ler mais »»
 
OMA – Observatório de Mulheres Assassinadas - UMAR - Relatório preliminar (01 de janeiro a 20 de novembro de 2018)
Do trabalho desenvolvido pelo Observatório de Mulheres Assassinadas no corrente ano, conclui-se que até 20 de novembro, vinte e quatro (24) mulheres foram assassinadas em Portugal, em contextos de intimidade ou relações familiares próximas. Outras dezasseis (16) viram a sua vida ser atentada.

Sem dados oficiais que nos permitam uma leitura sobre esta realidade, na mesma temporaneidade, os números advindos da realidade narrada pelos/as jornalistas, sem o qual o trabalho do OMA não seria possível (e por isso, pois, o nosso obrigada!), permite-nos concluir que, em 2018, aumentou o número de femicídios registados (mais seis), se comparado com período homólogo de 2017. O valor ultrapassa mesmo o número total dos femicídios registados pelo OMA em todo o ano civil transato que foi de: vinte (20) femicídios.

grafico oma2018

pdfRelatório preliminar 2018 »»
 
QUI, 22 NOV 15h00 no CCIF/UMAR // Apresentação dos dados de 2018 do Observatório de Mulheres Assassinadas da UMAR
logos oma umar

Desde 2004 que a UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta divulga os resultados dos relatórios anuais do Observatório de Mulheres Assassinadas (OMA ) sobre os femicídios e suas tentativas em Portugal estando todos eles disponíveis para consulta neste nosso site http://www.umarfeminismos.org/index.php/observatorio-de-mulheres-assassinadas

Este ano, a divulgação dos dados dar-se-á na 5.ª feira, 22 de Novembro às 15h00 no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) através da apresentação do relatório de 2018 pelas técnicas da UMAR e membros da equipa do OMA, Elisabete Brasil e Sónia Soares.

Entrada livre.
 
QUA, 21 NOV 18h30 no CCIF/UMAR // À Conversa com Mulheres Arquitectas
mulheres arquitectas

Nesta sessão do Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) teremos a oportunidade de conhecer Patrícia Santos Pedrosa e Diana Bugado da associação fundada em 2017 - Mulheres na Arquitectura.

Esta associação visa a reflexão e a acção no âmbito da equidade de género nas várias práticas no fazer arquitectura, cidade e território.

Entrada livre.
 
Formação Certificada da UMAR - Intervenção com Vítimas Particularmente Vulneráveis
forumar nov 2018

A UMAR - União de Mulehres Alternativa e Resposta organizará uma acção de formação certificada a profissionais na área da violência doméstica "Intervenção com Vítimas Particularmente Vulneráveis" de 48 horas em Santiago do Cacém, em horário laboral.

Inscrições (gratuitas) até 20 de Novembro para: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
 
Ler mais »»
 
Chronicle about the International Summer Camp of the project “Venues of victims // Venues of perpetrators”
conica croacia 1Chronicle "The Persistent History. Chronicle of a journey through the (history of) Croatia" of Leonor Rosas, student of Political Science and International Relations at FCSH-UNL, selected by UMAR to be one of the 60 young participants in the International Summer Camp held in Croatia from 18th to 31st of August 2018, of the Erasmus+ project "Venues of Victims // Venues (European) Youth Work" coordinated by the German foundation Europäische Jugendbildungs- und Jugendbegegnungsstätte Weimar - EJBW and the Croatian association Documenta – Centre for Dealing with the Past.

The text translation to English was done by Joana Sales, the representative of UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta (in English, Women's Association Alternative and Response), the Portuguese partner of this project, in a total of 12 european institutions.

In a reflection on nationalism, fascism, state socialism and war, Leonor Rosas, recounts this two-week experience in Croatia - having visited Zagreb, Jasenovac, Vukovar, Pula, Goli Otok, Brujini, Rijeka and Lipa - while analyzing in what way this recent independent state is currently dealing with its collective memory and how this one is represented in museums and public spaces.
Ler mais »»
 
Evento final do projecto europeu “Venues of victims // Venues of perpetrators” em Gernika
thumbnail 45521448 2365444223526464 398689448876834816 n

O evento final do projecto Erasmus+ "Venues of victims // Venues of perpetrators. Mapping, decoding & processing the role of historical - civic education in (European) Youth Work" do qual a UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta é uma das entidades parceiras, decorreu em Gernika na semana entre 5 e 9 de Novembro, contando com dezenas de representantes e várias/os visitantes.

Desde membros de organizações parceiras, como a UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta (representada por Joana Sales e Carolina Moreira), líderes juvenis, jovens participantes do acampamento internacional de verão na Croácia, convidadas/os externas/os e dezenas de estudantes e professoras/es da comunidade escolar de Gernika.
Ler mais »»
 
Encontro pré-marcha do 25 Novembro no CCIF/UMAR
pins pre marcha

No dia 24 de Novembro terá lugar um encontro no Centro de Cultura e Intervenção Feminista para ultimar os preparativos para a Marcha pelo fim da Violência contra as Mulheres de 2018 em Lisboa.

Serão feitos cartazes, imprimidas t-shirts e pins e partilhadas as palavras de ordem.
A entrada é livre podendo quem quiser trazer t-shirts para serigrafar, assim como cartões que encontrem pelo caminho. Precisamos de todxs para prepararmos esta luta!
 
SÁB, 17 NOV 15h no CCIF/UMAR // Feminismos e o Maio de 68

feminismos e o maio de 68 final

No âmbito do 50.º aniversário do Maio de 68 a UMAR organizará no Sábado, 17 de Novembro no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) uma sessão sobre o Maio de 68 e a sua ligação com os feminismos.

Que influências os movimento de estudantes tiveram nos movimentos de mulheres? Terão os ecos do Maio de 68 chegado a Portugal? Terão as feministas portuguesas dos anos 1960/70 sido influenciadas por esta onda? Estas e muitas outras questões poderão ser colocadas e debatidas neste espaço que contará com as intervenções da historiadora francesa Anne Cova, da escritora Inês Pedrosa e de Maria Antónia Palla. A moderação estará a cargo de Manuela Tavares.

Entrada livre.
 
Freakloset x Wasted Rita - Evento de Lançamento solidário com a UMAR
wasted rita 1
A UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta tem o maior prazer de anunciar e agradecer o evento de lançamento de uma edição limitada e exclusiva da marca Freakloset, de sapatos costumizados pela artista feminista Wasted Rita que escolheram a UMAR como beneficiária do valor das vendas desta edição solidária.

convite freaklosetxwastedrita 1Nesta maravilhosa colecção, limitada a 50 pares, as solas poderão ainda ser escolhidas entre o padrão de chamas ou preto. Todos os sapatos são fabricados à mão, estão numerados e vêm com um certificado de autenticidade assinado por Wasted Rita. Os itens vendidos durante este evento virão com um pacote especial personalizado pela artista.

O lançamento oficial será no dia 7 de Novembro às 18h30 na Underdogs Art Store ao Cais do Sodré.

Após esta data, os sapatos estarão disponíveis online através do site Freakloset, em https://www.freakloset.com/

Página da artista Wasted Rita: https://www.facebook.com/wastedrrita/

Um muitíssimo obrigada da UMAR à Freakloset e à artista Wasted Rita por esta iniciativa!!!
 
QUI, 8 NOV 18h30 no CCIF/UMAR // Percursos do Feminino pela História da Arte
percursos feministas

Na 5.ª feira 8 de Novembro terá lugar no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa, Alcântara, entre as 18h30 e as 20h30, a sessão com Joana Tomé sobre os percursos do feminino pela história da arte.

Joana Tomé é designer freelancer e investigadora do CIEBA – Centro de Estudos e Investigação em Belas-Artes em Teoria da Arte e Feminismo. Tem licenciatura em Escultura na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa (FBAUL), Mestrado em Ciências da Arte e do Património (FBAUL) e Doutoramento em Belas-Artes, na vertente de Ciências da Arte (FBAUL).

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 19